rs.abra

O número de denúncias da criação de páginas fakes de restaurantes no Instagram com o objetivo de dar golpes vem crescendo no Rio Grande do Sul. Os relatos indicam que os criminosos criam perfis falsos dos estabelecimentos, começam a ofertar promoções, sorteios e cortesias, pedem a confirmação de um código por SMS para clonar o whatsapp da vítima e pedir dinheiro para seus contatos.

O golpe gera transtornos tanto para as vítimas do golpe quanto para os proprietários dos estabelecimentos que têm seus perfis de trabalho clonados. João Melo, dono do Gambrinus, conta que este problema já ocorreu duas vezes. “Tenho todo o trabalho de fazer a denúncia de violação de direitos autorais de marca e em duas ou três horas, o Instagram exclui o perfil. Demora um pouco e gera incômodo, pois tenho que registrar ocorrência e outros cuidados.

Além do Gambrinus, os golpistas clonaram, recentemente, os perfis do Tartoni Ristorante, Churrascaria Barranco, Restaurante Copacabana, PPKB Kitchen & Bar, Ratskeller Baumbach, entre outros. “Com todos os desafios já impostos pela pandemia, ainda temos o problema dos golpes virtuais afetando o setor de alimentação fora do lar”, reclama João Melo.

A Abrasel no RS recomenda ao público que preste atenção em alguns detalhes para evitar os riscos de cair no golpe: Analisar os detalhes do perfil como número de seguidores, descrição e destaques, sendo que as páginas originais, normalmente, disponibilizam horário de atendimento, telefone, cardápios e imagens de pratos, enquanto os perfis falsos costumam ter poucos seguidores e fotos publicadas, sendo estas quase todas no mesmo dia; desconfiar de mensagens oferecendo descontos, promoções, sorteios ou cortesia; pesquisar no Google a página correta do estabelecimento para confirmar; não responder mensagens solicitando a confirmação de códigos. Na dúvida, o ideal é ligar para o restaurante e confirmar as informações enviadas pelo Instagram.

Comentários